dezembro 11, 2018 1:08 am
Home / Noticias / Após votação da denúncia, Planalto pune ao menos 6 deputados infiéis

Após votação da denúncia, Planalto pune ao menos 6 deputados infiéis

O plenário da Câmara dos Deputados durante votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer – Ailton de Freitas / Agência O Globo/25-10-17

Após a votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara por obstrução de Justiça e organização criminosa, na última quarta-feira, o Palácio do Planalto começa a se movimentar para punir apadrinhados de deputados infiéis. O governo vai exonerar pelo menos seis aliados de parlamentares da base aliada que votaram contra Temer, mas haviam se posicionado favoráveis ao presidente na votação da primeira denúncia, agosto.

Ao todo, oito deputados mudaram de lado em relação à análise da primeira denúncia e votaram contra o governo: João Paulo Kleinübing (PSD-SC), Mauro Mariani (PMDB-SC), Jaime Martins (PSD-MG), Cícero Almeida (PMDB-AL), Delegado Éder Mauro (PSD-PA), Heuler Cruvinel (PSD-GO), João Campos (PRB-GO) e Abel Mesquita (DEM-RR). Outros três deputados, que haviam votado contra Temer na primeira denúncia, dessa vez votaram a favor do presidente.

Segundo relatos, as exonerações começaram a sair no Diário Oficial da União desta sexta-feira. Mesmo com a confirmação das retaliações, o vice-líder do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), afirmou achar “prematuro” qualquer ação nesse sentido no momento.

— Eu acho que a gente tem que ter um pouco de paciência. Estamos estudando como tratar a relação com esses parlamentares. Tem que analisar caso a caso com muita calma para a gente não cometer injustiças — disse Mansur ao GLOBO, adotando tom cauteloso.

Temer superou a segunda denúncia aberta pela Procuradoria Geral da República por 251 votos, 12 a menos do que os obtidos da primeira vez.

OGLOBO

 

 

Você pode Gostar de:

JAGUARARI – Tribunal de Justiça da Bahia determina o retorno imediato do prefeito eleito Everton Rocha

A situação do município de Jaguarari vem chamando atenção de toda a Bahia, não a …