Conecte-se conosco

Noticias

Caso dos hackers vai ser foco de CPI no Congresso

Publicado

em

Parlamentares da base e da oposição no Congresso pretendem explorar politicamente a prisão de quatro suspeitos de invadir celulares de autoridades dos três Poderes, incluindo o presidente Jair Bolsonaro. Uma das ideias é utilizar a recém-criada CPI das fake news para interrogar os presos.

A comissão ainda não começou a funcionar. Os partidos precisam indicar os nomes que vão integrar o colegiado, o que só deve ocorrer a partir da segunda semana de agosto, após o fim do recesso parlamentar. O líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PL-SP), no entanto, já avisou que pretende fazer parte. “E vou apresentar o requerimento para que todos os envolvidos sejam ouvidos”, disse ele ao Estado.

Um dos focos dos parlamentares é descobrir se os ataques foram encomendados e tiveram motivação política. Desde o início de junho, o site The Intercept Brasil e outros veículos de imprensa têm publicado supostas trocas de mensagens obtidas nas contas do aplicativo Telegram de integrantes da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Segundo o site, as conversas indicam conluio entre procuradores e o então juiz do caso e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro. Os alvos dos ataques negam irregularidades e afirmam não ser possível confirmar a autenticidade dos diálogos.

Em depoimento à Polícia Federal, Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, afirmou que a ex-deputada federalManuela D’Avila (PCdoB-RS) foi quem intermediou o contato com o jornalista Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil. Ele disse não ter recebido pagamento para repassar as mensagens.

“Queremos saber de onde veio o dinheiro que foi encontrado na conta dos hackers”, disse Augusto, em referência aos mais de R$ 627 mil movimentados nas contas de Gustavo Henrique Elias Santos e Suelen Priscila de Oliveira, outros dois presos na Operação Spoofing.

Tudo sobre vazamento de mensagens entre Moro e o MP

Se os investigados forem convocados, não será a primeira vez que a Câmara vai sabatinar presos. Em 2015, um grupo de deputados da CPI da Petrobrás foi a Curitiba ouvir alvos da Lava Jato. Anos antes, em 2012, o contraventor Carlos Augusto dos Santos, o Carlinhos Cachoeira, foi ao Congresso também quando estava preso, mas, amparado por um habeas corpus, ficou calado diante dos parlamentares.

O líder do Podemos, José Nelto (GO), defende prioridade ao assunto logo que a Câmara retomar os trabalhos. “Esse fato deve ser o primeiro a ser discutido no colégio de líderes: quem são os mandantes, quem ganhou, quem tá falando verdade ou mentindo?”, questionou o deputado. “Ou o Congresso age ou ficará desmoralizado.”

Na lista de alvos dos hackers, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também defende usar a CPI para investigar os ataques. “Combater este crime não é dever só da polícia, o legislador também deve colaborar com soluções e leis mais transparentes para o bem de todos. É isso que queremos debater na CPMI que vai investigar as notícias falsas no Congresso”, escreveu o senador em seu Twitter. Além de Alcolumbre, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi vítima dos ataques virtuais.

Na oposição, o foco deverá ser a atuação de Moro no caso. O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), defende uma nova convocação do ministro. “Cresce a possibilidade de uma CPI para investigar os diálogos”, disse. Parlamentares também questionam se o ministro teve acesso à lista de alvos dos hackers, uma vez que a investigação da PF ainda está sob sigilo. Na semana passada, Moro telefonou a algumas das vítimas para comunicar os ataques. Ele também sugeriu que as mensagens seriam destruídas por terem sido obtidas de forma ilegal, o que também deve ser alvo dos opositores.

O líder do PCdoB na Câmara, o deputado federal Orlando Silva (SP), afirmou que já há um requerimento pronto para convocar o ministro da Justiça a prestar esclarecimentos. Segundo Orlando, a atitude de Moro configura “ilegalidade flagrante” e quebra de sigilo funcional.

“Os dois lados vão explorar as consequências, mas está cada vez mais complicado para a oposição porque os vínculos com os hackers estão ficando cada vez mais evidente”, afirmou o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO). 

Estadão

Continue Lendo
Clique para comentar

Jaguarari

Prefeito de Jaguarari enviará para a Câmara Projeto de Lei para acordo com concursados que se arrasta há 18 anos

Publicado

em

Mantendo sua política de valorização do servidor municipal, o prefeito de Jaguarari, Everton Rocha, se reuniu com representantes dos servidores concursados na última quinta-feira (28), para tratar do acordo de pagamento de aproximadamente R$ 7.000.000 (sete milhões de reais) referente ao processo movido por eles que foram afastados de suas funções no ano de 2001 e só retornando ao trabalho no ano de 2003, durante o mandato do ex-prefeito João Cardoso.

“Desde que retornamos venho buscando valorizar o servidor municipal. Pensando nisso realizamos outros acordos para pagamento de diversas ações movidas durantes gestões passadas. Essa será mais uma dívida do município deixada por ex-gestores e que pretendemos quitar. Já que o servidor é a engrenagem que move o governo e merece todo nosso apoio e respeito”, destacou o prefeito Everton Rocha.

A cerca de 18 anos, mesmo com vitórias na justiça, os ex-gestores do município não cumpriram suas promessas de apoio e pagamento do valor devido a eles pelo afastamento arbitrário de suas funções.

O senhor Walter Gonçalves Costa, motorista do município e representante da comissão dos concursados, ressaltou a forma com que o prefeito Everton Rocha possibilitou o acordo e pagamento dos valores devidos.

“Durante a campanha eleitoral de 2016 nós buscamos o então candidato a prefeito para que ele nos ajudasse nessa causa. E ele nos garantiu que se assumisse a administração municipal faria o possível para por um ponto final nessa questão. E agora ele mostra que realmente valoriza o servidor possibilitando o acordo e através do Projeto de Lei realizar o pagamento”, pontuou o servidor municipal.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Noticias

Em Senhor do Bonfim, homem joga carro contra mulher no mercado

Publicado

em

Um homem conhecido como Eduardo, está sendo apontado como o motorista de um carro tipo Corsa de cor preta que teria sido jogado contra uma mulher, conhecida como Raiane, fato ocorrido na Praça Castelo Branco, bairro do Mercado.

Novas informações dão conta que o motorista havia discutido com uma mulher dona de uma barraca de bebidas, na discussão a mulher feriu o homem com um golpe de garrafa na cabeça, na briga ele teria desferido um tapa da dona da barraca, nesse momento algumas pessoas queriam pegar o homem que se evadiu, quando a vítima Raiana estaria também querendo pegar o motorista que já em seu veículo atingindo em cheio a Raiane, no impacto ela caiu próximo ao meio fio da via, faturando o nariz.

SAMU prestou socorro e conduziu a mulher para a UPA.

O motorista evadiu-se.

.

Blog do Netto Maravilha

Continue Lendo

Campo Formoso

Abertura do Natal em Família lota praça e emociona público em Campo Formoso

Publicado

em

Uma noite inesquecível para ficar guardada na memória dos campoformosenses! Na última sexta-feira (29), toda a cidade entrou no clima de natal, com muitas luzes e uma decoração impecável, para a abertura oficial da terceira edição do Natal em Família. A Praça Deputado Herculano Menezes estava lotada e foi o palco principal da festa, com uma linda e grande árvore de natal de led, casa do Papai Noel, presépio, além de apresentações culturais e artísticas.

A noite começou com as falas das autoridades, prefeita, vice-prefeito, Deputado Federal José Nunes, Deputado Estadual Adolfo Menezes, Major Ângelo, secretários municipais, vereadores, suplentes e lideranças políticas se fizeram presentes para prestigiar esse momento especial.

“É uma honra grande iniciarmos mais um ano de Natal em Família. Queria agradecer aos colaboradores que ajudaram para que esse momento acontecesse. E vocês estão vendo aí: essa festa está cada ano mais bonita”, disse Adolfo Menezes, emocionado.

“Essa grande prefeita Rose vem se empenhando não só no Natal, mas em todos os 365 dias do ano, buscando o melhor para Campo Formoso. Sinto-me feliz em estar trabalhando com você para ajudar mais e mais o povo daqui. É muito bom ter uma família unida, porque Natal é um momento muito bonito”, ressaltou o Deputado José Nunes.

“Queria agradecer a presença de vocês nesta noite, sejam bem vindos a mais um ano de Natal em Família! Até o dia 23 de dezembro vocês vão poder conferir muita coisa boa por aqui, então, aproveitem. Eu declaro aberta oficialmente esta festa e espero que vocês gostem, porque foi feita com muito carinho”, finalizou a prefeita que se dirigiu com as demais autoridades para o corte da fita da árvore de natal e Casa do Papai Noel.

p1dqu0ehut18klf0hp9v1nb410dut

A primeira apresentação da noite foi do Coral Anjos de Luz, da Igreja Matriz de Santo Antônio, seguido da Orquestra do Ponto de Cultura do Grupo Culturart. O Ballet Butterfly também fez uma linda apresentação e o bailarino Erick finalizou a noite de apresentações culturais com um solo. Para fechar a noite, a Banda Som de Esquina não deixou ninguém parado com um repertório super atualizado.

Hoje tem mais: a partir das 19h30, na Praça Deputado Herculano Menezes você poderá conferir o louvor da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br