Conecte-se conosco

Noticias

Crédito no Brasil acelera em agosto e inadimplência renova mínima histórica

Publicado

em

© Reuters/Ricardo Moraes

O estoque total de crédito no Brasil subiu 1,9% em agosto sobre julho, a 3,737 trilhões de reais, acelerando o ritmo de crescimento em meio às medidas do governo para enfrentamento à crise do coronavírus, ao mesmo tempo em que a inadimplência renovou sua mínima histórica no segmento de recursos livres.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Banco Central. Com o avanço de agosto, o saldo de financiamentos no país passou a responder por 51,9% do Produto Interno Bruto (PIB), maior patamar desde maio de 2016 (51,97%).

Nos oito primeiros meses do ano, a expansão do crédito foi de 7,4% e, em doze meses, de 12,1%.

Para 2020, o BC revisou para cima sua projeção de crescimento do crédito a 11,5%, de 7,6% antes, principalmente pela demanda acentuada de crédito das empresas em meio à pandemia de coronavírus, atendida tanto pela expansão do crédito livre como pelo crédito direcionado.

Em agosto, o crédito às pessoas jurídicas teve uma alta mais forte, de 2,4% sobre julho, ao passo que o crédito às famílias cresceu 1,5% na mesma base de comparação. Em doze meses, esses avanços foram de 16,7% e 8,8%, respectivamente.

A inadimplência em recursos livres, em que as taxas são definidas livremente pelas instituições financeiras, renovou sua mínima da série histórica iniciada em março de 2011 a 3,3%, ante 3,5% em julho.

O movimento tem ocorrido em meio à forte recomposição de renda proporcionada pelo programa de auxílio emergencial, que de abril a agosto concedeu benefício de 600 reais a informais e vulneráveis. Para o período de setembro a dezembro, o valor mensal será de 300 reais. No total, a perspectiva do governo é gastar 321,8 bilhões de reais com a iniciativa.

O BC também apontou, já no mês passado, que há dois fatores contribuindo para a diminuição da inadimplência: renegociações e repactuações dos financiamentos e a possibilidade de postergação de parcelas, instituída por bancos.

Quanto ao custo dos financiamentos no país, os juros médios caíram a 26,7% ao ano em agosto, contra 27,3% no mês anterior, também no segmento de recursos livres.

O spread, que mede a diferença entre a taxa de captação dos bancos e a cobrada a seus clientes, foi a 22,3 pontos percentuais no segmento, ante 23,0 pontos em julho.

Reuters

Continue Lendo
Clique para comentar

Noticias

Pindobaçu: ex-prefeito não paga aluguel do prédio onde funciona a prefeitura

Publicado

em

No volume de dividas deixado pelo Ex-Prefeito Hélio Palmeiras, nem mesmo o prédio onde funciona a sede da prefeitura, se livrou de um suposto calote. 

De acordo com o atual Prefeito Dr. Davi Menezes, a dívida refere-se a três meses de aluguel, conforme informações repassada por o responsável pelo imóvel, que fica em cima do Banco do Brasil. 

O novo gestor enfatizou ainda, que todos os dias aparece dividas e que sua equipe vem fazendo uma auditoria para tomar conhecimento da real situação em que se encontra o município. Já se sabe por exemplo, que existem dividas com funcionários, Coelba, Bancos, fornecedores, alugueis etc. 

Ainda de acordo com Dr. Davi, sua equipe jurídica e contábil, encontrou as contas da prefeitura praticamente zeradas e que entrará com diversos processos contra o ex-gestor, que deverá responde por improbidade administrativa, ao desobedecer a lei de responsabilidade fiscal, que veta restos a pagar, sem que haja dinheiro em conta.

Por:  Ribeiro Sousa

Continue Lendo

Noticias

Nas últimas 24 hs Bonfim registrou mais 07 novos casos de coronavirus

Publicado

em

Continue Lendo

Filadélfia

Vacinadora foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid, em Filadélfia

Publicado

em

A Técnica de Enfermagem e Vacinadora, Gisélia Pinto, se tornou a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 em Filadélfia, nesta quarta-feira (20). A cerimônia simbólica que marcou o início da vacinação contra o coronavírus aconteceu no pátio do Samu que dá acesso a Ala Covid. 

Nesse primeiro lote, chegaram em Filadélfia 99 doses da vacina CoronaVac. Foram contemplados como público alvo, profissionais da linha de frente no enfrentamento a covid, que tomarão a segunda dose daqui a duas ou quatro semanas.  

Para o vice-prefeito e secretário de Saúde, Odejonnes Barbosa, hoje é um dia que ficará para história.

“Estamos muito emocionados, apesar de termos recebido poucas doses, podemos dizer que já é o começo do fim, gratidão a Deus, ao prefeito Louro Maia por não ter medido esforços no combate à covid, aos guerreiros profissionais de saúde que hoje estão sendo vacinados, mas não devemos relaxar vamos continuar usando máscara e evitando aglomerações”, frisou. 

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br