Conecte-se conosco

Jaguarari

Denunciante afirma ter recebido dinheiro do vice-prefeito para mentir em processo que cassou mandado do prefeito de Jaguarari Everton Rocha

Publicado

em

O país vivencia um momento político complicado, onde os noticiários estampam diversas denuncias de corrupção e todo tipo de “maracutaia” que possibilite a manutenção do poder na mão de pessoas que pensam apenas em se locupletar, se perpetuando no poder e deixando a população entregue a própria sorte.

O município de Jaguarari vem se destacando negativamente nas mídias local e estadual graças à guerra política instalada desde o ano passado entre o legislativo e executivo. A política jaguarariense ganhou os noticiários com as inúmeras tentativas da câmara de vereadores em cassar o mandado do prefeito Everton Rocha.

Porem no dia 29 de março deste ano a Câmara  de Vereadores afastou o prefeito Everton  Rocha de seu mandato por 10 votos contra 3, sob a acusação de improbidade administrativa em uma licitação de um software para o setor de tributos. Após a conclusão da CPP que afastou o prefeito acreditava-se que a justiça havia sido feita e o gestor teria pagado pelo erro cometido. Contudo vale ressaltar que tal licitação havia sido extinta, antes mesmo que a mesma fosse homologada e qualquer pagamento fosse efetuado. Esse já seria um motivo para que o denunciado recorresse a fim de recuperar seu mandato.

Durante o processo que foi realizado de maneira acelerada, o denunciante mesmo após protocolar a denuncia não foi ouvido como testemunha de acusação. Certo de ter cometido um erro solicitou o arquivamento “A denúncia por mim apresentada perante a Câmara de Vereadores em face do então prefeito Everton Rocha e a empresa improcedente por inteiro, já que ficou comprovado a inexistência da irregularidade. Dessa forma, a fim de evitar uma possível responsabilização contra minha pessoa em relação à difamação e calúnia em face do Prefeito e da empresa Volutare, solicito a desistência e requeiro o imediato arquivamento”, reconhece Klyton Marcel no requerimento que apresentou a Comissão Parlamentar Processante da Câmara no dia 02 de março.

A equipe de jornalismo do Portal de Noticias Minuto Bahia conversou com o denunciante Klyton Marceu que revelou em entrevista exclusiva toda a suposta farsa montada pelo Presidente da Câmara de Vereadores Marcio Gomes, pelo vereador Zé Galego e pelo ex-vice-prefeito Fabrício D’ Agostino que culminou com a cassação do então prefeito de Jaguarari Everton Rocha.

Assista a entrevista:

Com base no material entregue a nossa reportagem durante a entrevista com Klyton Marceu foram apresentados áudios e conversas no aplicativo de mensagens Watsapp que revelam a forma como o processo foi conduzido.

Conversa com o vereador Zé Galego 

Em conversa ocorrida no dia 17 de fevereiro entre o Klyton e o vereador Zé Galego fica evidente a montagem do processo. Logo no inicio o vereador que também foi relator da Comissão Parlamentar Processante – CPP solicita que o denunciante formule perguntas a serem feitas as testemunhas.  Veja a imagem abaixo:

 

Foi entregue também durante a entrevista uma outra conversa em que o denunciante relata ao vereador Zé Galego a saudade que está sentindo da família, o afastamento do ex-vice prefeito Fabrício D’Agostino e pede que o mesmo não pise na bola com ele, como pode ser visto abaixo.

Conversa com Fabrício D’Agostino

Na conversa com o então vice-prefeito Fabrício D’Agostino o denunciante envia uma conta para que seja feito um deposito no valor de R$ 1.250,00 que segundo ele seria parte do combinado pela participação no processo de cassação. Veja abaixo:

Em outra conversa o denunciante mostra sua insatisfação com o afastamento do então vice-prefeito Fabrício D’Agostino e cobra o que havia sido prometido a ele para fazer a denuncia. Veja abaixo:

Conversa com o advogado Sergio Cardoso

No print entregue durante a entrevista o denunciante mostra a conversa que teve com o advogado responsável pela assessoria jurídica da Câmara de vereadores no processo que cassou o prefeito Everton Rocha. Veja abaixo:

Em outra conversa o denunciante indica ao advogado pessoas a serem convocadas pela Câmara de Vereadores para prestar depoimento. No final da conversa o denunciante fala do medo de perder o emprego e é tranqüilizado pelo advogado que informa que o prefeito Everton Rocha cairia antes. Veja abaixo:

Os advogados consultados pelo Portal de Noticias Minuto Bahia, após realizar analise minuciosa nos áudios, entrevista e print´s das conversas realizadas através de aplicativo de mensagens Watsapp concluíram que os fatos descritos são gravíssimos e que devem ser apurados e se comprovados podem e devem gerar no mínimo procedimentos administrativos, atos de improbidade administrativa, bem como conseqüente perda do mandato. Na esfera penal devem os envolvidos responderem por diversos crimes. Entre eles:

  • Estelionato – 171 -Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.
  • Associação Criminosa – 288. Pena – reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos. 
  • Concussão – 316 – Pena – reclusão, de dois a oito anos, e multa.
  • Prevaricação – 319 -Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.
  • Advocacia administrativa – 321 –  Pena – detenção, de um a três meses, ou multa.
  • Tráfico de Influência – 332 – Pena – reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.
  • Corrupção ativa – 333 – Pena – reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa.
  • Falso testemunho ou falsa perícia- 343 Pena – reclusão, de três a quatro anos, e multa. e Art. 342. Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.
  • Coação no curso do processo 344 – Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa, além da pena correspondente à violência.
  • Fraude processual 347 – Pena – detenção, de três meses a dois anos, e multa.
  • Denunciação caluniosa 339. Pena – reclusão, de dois a oito anos, e multa.
  • Comunicação falsa de crime ou de contravenção 340 – Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

Em caso de condenação, os envolvidos podem alcançar o patamar de mais de 20 anos de reclusão, além de multa que pode chegar há mais de 1 milhão de reais.  

O Portal de Noticias Minuto Bahia deixa aberto espaço para todos os envolvidos se manifestarem.

Continue Lendo
Clique para comentar

Jaguarari

Forró na Feira deixou saudades no coração dos Jaguararienses

Publicado

em

No último sábado (15), a Prefeitura de Jaguarari através da Secretaria de Educação, Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, encerrou o projeto Forró na Feira. O projeto foi uma das novidades propostas para este São João e trouxe para os jaguararienses e visitantes o autêntico forró pé de serra. Além de boa musica, comidas e bebidas típicas aconteceram apresentações de dança com quadrilha junina.

A cultura de Jaguarari é isso ai, a cidade enfeitada, o povo alegre, dançando e vivendo o nosso São João. A iniciativa do prefeito Everton Rocha de trazer para o município o Projeto Forró na Feira foi muito bom. Todos que passaram por aqui aprovaram”, finalizou a secretária de educação, Edinea Ferreira.

O evento ficou marcado como uma das grandes novidades de 2019, proporcionando interação dos artistas da terra com o público, durante as apresentações a cada sábado.

Durante as apresentações populares parabenizaram o governo pela iniciativa, “O forró na feira foi um grande atrativo para o são João. Muita gente veio pra curtir esse forrozinho e tomaram cerveja, comeram alguma coisa e dessa forma movimentou a economia local. Agora é esperar a abertura do São João e se divertir com os amigos”, falou Renata Ribeiro, visitante, que reside em Senhor do Bonfim.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Jaguarari

Prefeitura de Jaguarari lamenta atos de vandalismo na decoração junina da cidade

Publicado

em

A decoração junina preparada carinhosamente pela Prefeitura de Jaguarari com o tema: Coisas do Nosso Sertão e espalhadas por todo o município vem sofrendo com os constantes atos de vandalismo. Pela segunda vez em menos de uma semana, várias peças da decoração foram cortados, lâmpadas e bocais roubados, danificando a ornamentação.
A secretária de educação Edinea Ferreira, lamenta que uma decoração tão bonita seja atacada pelo ato de prejudicar a imagem da cidade. Segundo a secretária o vandalismo acontece durante a madrugada, por gente que não tem compromisso com a cidade. “Esta é a segunda vez que estamos repondo as partes cortadas. Hoje fizemos o boletim de ocorrência e esperamos que a polícia identifique o responsável e que esse pague pelo seu ato covarde”, falou a secretária de educação.

É inadmissível que nos dias atuais existam pessoas que ainda se submetam a fazer atos contra o patrimônio publico, haja vista que o dinheiro gasto na confecção das peças de decoração é fruto do pagamento dos impostos dos cidadãos jaguararienses. O vandalismo é um crime cometido por covardes que se utilizam das sombras para agir. Se ver alguém destruindo a decoração junina ligue para o 190 e denuncie.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Jaguarari

Prefeitura de Jaguarari levará a Santa Rosa a 2ª edição do Programa Prefeitura nas Comunidades

Publicado

em

A prefeitura de Jaguarari, através de suas secretarias de governo, irá levar para o distrito de Santa Rosa de Lima, nesta sexta-feira (14), o Programa Prefeitura nas Comunidades. A ida desse programa ao distrito possibilitará atender a várias demandas dos moradores do local e adjacências. Durante a ação, os moradores terão acesso a diversos serviços oferecidos pela gestão municipal.

  • Secretaria de Saúde – exames laboratoriais, avaliação com fisioterapeuta, avaliação com nutricionista, testes rápidos para DST com orientações para prevenção dessas doenças e distribuição de preservativos, teste de glicemia, aferição de pressão.
  • Secretaria de Assistência Social – atendimento e atualização cadastral do programa Bolsa Família, orientação psicossocial com equipe do CRAS e CREAS, concessão de Carteira do Idoso e Passe Livre, Requerimento de beneficio eventual de cesta básica, encaminhamento de segunda via de documentos pessoais, brincadeiras e atividades lúdicas com orientadores sociais, Cadastro de gestantes para o Primeira Infância no SUAS e campanha de enfrentamento ao trabalho infantil nas escolas.
  • Secretaria de Agricultura – cadastramento de títulos de terra, um técnico estará realizando a renovação de DAP’s, abastecimento de água através de pipa e emissão de Guia de Trânsito Animal – GTA.
  • Secretaria de Educação – levará para Santa Rosa a Caravana da Educação, que promoverá uma grande Mostra Cultural, garantindo a população muita diversão e cultura através de Cinema na praça, Karaokê, Roda de Capoeira, Fanfarra e Programa de Nutrição.
  • Secretaria de Meio Ambiente – realizará doação de mudas das seguintes espécies nativas: Paineira (barriguda) Angico de Bezerro, Caraibeira, Aroeira, Baraúna, Espinheira Santa, Pereiro, entre outros.

A Secretaria de Administração realizou um grande mutirão de limpeza executando serviços de varrição, pintura de meio fio e manutenção da iluminação publica.

A Secretaria de Infraestrutura promoveu a revitalização de toda praça central do distrito e recuperação do mercado da feira livre.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br