Conecte-se conosco

Noticias

Haddad eleva tom na internet com ironias e referências a ‘Bozo’

Publicado

em

© REUTERS Haddad eleva tom na internet com ironias e referências a ‘Bozo’

Jair Bolsonaro, não. Para Fernando Haddad, agora é Bozo, alguém com “bozoideias” péssimas para o Brasil.

O apelido que caiu nas graças da esquerda para se referir ao presidente do Brasil incorpora-se agora ao vocabulário de seu adversário petista na eleição –e dá uma pista do papel que Haddad está disposto a prestar como líder de oposição ao novo governo.

Na quarta-feira (9), o professor acadêmico que no pleito costumava se dirigir ao rival como “deputado Jair Bolsonaro” o chamou de Bozo e ironizou a anulação de uma multa ambiental que o Ibama tascara em 2012 no agora presidente (disse que havia sido “aplicada por fiscal comunista”).

Na véspera, Haddad deu algumas dicas para seu 1,14 milhão de seguidores no Twitter.

“Antes de defender uma bozoideia, espere 24h. Poupa o esforço de defender o recuo”, o petista escreveu ao comentar a possibilidade (logo descartada) de o Brasil abrigar uma base militar americana.

Investiu contra dois ministros. Primeiro replicou um editorial da Folha de S.Paulo sobre Ricardo Vélez Rodríguez: “Cara (alô Rio), agora é a Folha, atacando o tosco ministro da Educação. Onde isso vai parar?”.

Depois atacou o titular da Casa Civil. “Os truques do baixo clero: Onyx usou notas em série de amigo para receber verba de gabinete. Nova tattoo sendo providenciada.”

Em dezembro, acuado por denúncias de caixa dois, Onyx Lorenzoni tatuou no braço um versículo bíblico para que ele “nunca mais erre”, declarou então: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.

Outra alfinetada de Haddad, desta vez no escritor Olavo de Carvalho. “Trailer do próximo filme do Woody Allen. Imperdível!”, disse sobre um vídeo em que o ideólogo do bolsonarismo afirma não ser possível provar que a Terra se mova em torno do Sol ou que a Teoria da Relatividade de Albert Einstein seja válida.

A troca do tom professoral antes tão associado a Haddad por um discurso mais combativo não é acidental. O petista avalia que o momento é de partir para o ataque e vem colhendo frutos virtuais, com maior engajamento de seus seguidores em redes sociais.

Internamente, sua equipe compara seu caso com o do governador João Doria (PSDB), mais comedido no “modo sabichão” que desempenhou no último pleito.

No Facebook, ele tem quase seis milhões de pessoas que curtem ou seguem seu perfil. Haddad, pouco menos de quatro milhões. O petista, contudo, tem amealhado uma média bem superior de “likes”, sobretudo em postagens mais ferinas contra Bolsonaro. Já o tucano, com postura mais institucional, repercute menos.

No sábado (5), Haddad se reuniu com o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, e usou de exemplo a conduta que adotou após a derrota para Doria na eleição de 2016 para a Prefeitura de São Paulo.

Por um semestre, poupou o tucano de críticas, ao menos publicamente, até por admitir que, naquele período, Doria era respeitoso com ele e sua família. Acha que não pode repetir o mesmo modus operandi com Bolsonaro.

“Achei ele animado, disposto a fazer oposição forte já agora, como mostra sua presença nas redes”, diz Medeiros.

Haddad cuida da própria conta do Twitter, com ajuda do assessor pessoal Frederico Assis, o Fred, formado em relações internacionais da USP –estão juntos desde 2012, quando o petista foi eleito prefeito paulistano e se cercou de um grupo de jovens que causou ciumeira no PT (o que lhes rendeu o apelido “Pokemóns do Haddad”).

O ex-prefeito parece cada vez mais à vontade em elevar os decibéis contra sua nêmesis eleitoral. Tem dito que o presidente é desrespeitoso com ele. Guarda mágoas de vários ataques frontais contra sua pessoa, que teriam extrapolado o esperado debate político.

Como quando Bolsonaro, por exemplo, disse que “quem conversa com poste é bêbado” após o petista se dispor a ir até numa enfermaria para debater com ele, que se recuperava de um esfaqueamento.

Ou quando o rival tuitou que Haddad era “marmita de corrupto preso”, por suas visitas a Lula na prisão. A expressão “marmita de bandido” é usada para definir uma mulher que namora presos.

Por essas e outras que o petista concluiu que Bolsonaro não se dá ao respeito e, para enfrentá-lo, é cair na jugular.

A faceta “pistola”, gíria para ficar bravo com algo, eletrizou seus seguidores, mas também despertou críticas pela adoção de uma linguagem que ecoa em bolhas.

“Um típico acadêmico de classe média que não faz ideia do que é militância”, tuitou um seguidor. Fora da internet, o ex-presidenciável costura a imagem de um líder da esquerda global. Nos últimos meses, esteve com ícones progressistas como o ex-presidente uruguaio José Pepe Mujica e Bernie Sanders, que em 2016 perdeu para Hillary Clinton o posto de candidato democrata (e ela, para Donald Trump o de presidente dos Estados Unidos).

Haddad tem no horizonte agendas com forças partidárias da esquerda europeia (o Podemos espanhol e o Geringonça português) e o mexicano Andrés Manuel López Obrador, exceção esquerdista na leva de novos mandatários da América Latina.

As viagens a Curitiba para visitar Lula na cadeia, comuns em 2018, ainda não se repetiram neste ano. Haddad não sabe quando voltará à cidade.

Com informações da Folhapress.

Continue Lendo
Clique para comentar

Jaguarari

Parceria entre Prefeitura de Jaguarari e Hospital do Trauma garante aumento no numero de cirurgias e exames para o município

Publicado

em

Tendo como uma das prioridades de governo a área da saúde a administração municipal vem dando passos importantes para que o município de Jaguarari seja reconhecido em todo território como uma referencia em saúde pública. Diversas ações estão sendo realizadas a fim de tornar cada dia melhor e mais eficiente essa área vital para o municipio, tais como: aquisição constante de medicamentos para as unidades básicas de saúde e Caps, nova sede da Casa de Apoio com atendimento psicológico para pacientes e acompanhantes, mutirões de saúde, contratação de mais especialidades médicas como: cardiologia, pediatria e ortopedia, inauguração do Posto de Saúde de Macambira, firmou convenio com a Policlínica regional e em poucos dias será iniciada a reforma do Hospital Municipal e construção do Centro Cirúrgico.

Visando fortalecer ainda mais a saúde no município o prefeito Everton Rocha se reuniu com o Superintendente do HU-Univasf (Hospital do Trauma) em Petrolina, onde foi selada uma parceria que tem como principal objetivo ampliar os serviços de saúde prestados aos cidadãos de Jaguarari, disponibilizado pela unidade hospitalar. Através desse termo de cooperação técnica o hospital passa a oferecer aos jaguararienses os procedimentos de: cirurgias eletivas, consultas ambulatoriais de ortopedia e exames de tomografia.

“Preocupado com a demora em casos de regulação de pacientes, busquei uma forma de diminuir essa espera. Agora alguns casos poderão ter sua espera abreviada graças a essa parceria. O Hospital do Trauma é uma unidade de referência para media e alta complexidade nas especialidades de traumato-ortopedia e Neurocirurgia”, pontuou o Prefeito Everton Rocha.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Filadélfia

Prefeitura de Filadélfia têm contas aprovadas pelo TCM e Câmara de Vereadores

Publicado

em

Depois de encarregar-se do difícil desafio de equilibrar as contas do município desde o primeiro ano de mandato, a atual administração municipal teve as contas do exercício de 2017 aprovadas na Câmara de Vereadores na sessão da última quinta-feira (27).

As contas já haviam sido aprovadas com ressalvas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que não constatou nenhuma conduta do prefeito Louro Maia que importasse lesão ao erário e vieram para julgamento definitivo da Câmara, sendo assim, aprovadas por unanimidade de votos pelos dez vereadores presentes.

Na prática, a aprovação significa que município está sendo administrado com seriedade, para atender todas as exigências legais. O Tribunal tem a função principal de cobrar a transparência, ética e compromisso com os recursos públicos diante da fiscalização contábil, financeira, orçamentária e controle externo.

A representante do prefeito, advogada Dra. Cínthia Lisboa, evidencia que o prefeito Louro Maia, não apenas atingiu, mas foi além dos limites constitucionais com educação e saúde. “Com base nos dados dos relatórios contábeis já analisados pelo TCM-BA, observou-se que o gestor cumpriu com os percentuais repassados e investiu além das obrigações constitucionais, nas áreas de Saúde e Educação”, enfatizou a advogada.

O prefeito Louro Maia enfatiza que a gestão municipal está voltada para o cumprimento fiel da legislação e correta aplicação dos recursos públicos. “Nossa administração tem trabalhado bastante para colocar o município nos eixos, ter as contas de 2017 aprovadas é reflexo de muito equilíbrio e trabalho, pois recebemos o município totalmente desajustado e passamos a investir na correta aplicação dos recursos públicos, mesmo diante de tão grande crise financeira”, ressaltou.

O prefeito completa: “Não foi fácil. Tivemos que adotar uma política austera e rigorosa de controle financeiro e ser fiel a essa política. Os resultados estão aí, com a aprovação das contas, nossa equipe segue se mantendo firme e comprometida com a responsabilidade fiscal”, finalizou Louro Maia.

bonfimnoticias

Continue Lendo

Campo Formoso

Há vagas! Prefeitura de Campo Formoso está contratando médicos para PSF

Publicado

em

A Prefeitura Municipal de Campo Formoso, por meio da Secretaria de Saúde, informa que está contratando médicos clínicos gerais e/ou que tenham pós-graduação em Saúde da Família, para atuar nos PSF’s (Programa de Saúde da Família) do município. Os interessados devem enviar o currículo para o email: atencaobasica@campoformoso.ba.gov.br

Prefeitura de Campo Formoso – Cidade em Transformação

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br