agosto 17, 2018 10:20 am
Home / Noticia do Interior / Jaguarari / Mais uma vez blog de Jaguarari posta matérias falsas sobre cassação do prefeito Everton Rocha

Mais uma vez blog de Jaguarari posta matérias falsas sobre cassação do prefeito Everton Rocha

As chamadas fake news, as informações falsas ou ao menos distorcidas espalhadas através de matérias em sites, blogs e nas redes sociais, se tornaram uma epidemia que tem como único intuito confundir e enganar os seus leitores. Porem essa nova modalidade de guerra informativa está sendo usada com objetivos principalmente políticos. Infelizmente alguns colegas de imprensa da região insistem em propagar falsas matérias com conteúdos distorcidos, ludibriando seus leitores e os induzindo ao erro ao compartilharem tais informações.

Na manha desta quinta-feira (10) um blog da cidade de Jaguarari postou duas matérias com conteúdo jurídico nas quais informava ao seu publico que o ex-prefeito Everton rocha havia sofrido duas derrotas na justiça, uma na comarca de Jaguarari e outra no Tribunal de Justiça da Bahia – TJ. Porem, a primeira matéria que trás como tema: Justiça nega liminar e mantem cassação do ex-prefeito de Jaguarari, o blog repete a mesma noticia publicada por ele mesmo no dia 25 de abril. O que difere de uma noticia da outra é que desta vez foi acrescentado o numero do processo. 

Já na segunda matéria com o tema: TJ-BA nega novo recurso e mantém cassação do ex-prefeito de Jaguarari, o tema diz uma coisa e o conteúdo da matéria diz outro. A referida matéria é falsa tendo em vista que o TJ – BA, até o momento, não proferiu nenhuma decisão a cerca do mérito do mandado de segurança interposto pelo ex-prefeito Everton Rocha. Ao ler a matéria do referido blog de Jaguarari fica evidente que a única movimentação que existiu nos autos, foi apenas um despacho da desembargadora, se dando por incompetente, para julgar o agravo de instrumento, em virtude de existir um juízo prevento, que já tinha despachado outro recurso, motivo pelo qual, declinou da competência, para que aquele mesmo juízo realize a competente decisão do agravo de instrumento. Nesse sentido, os autos, foram redistribuídos e já estão em posse de quem realmente tem a competência para julgar o agravo de instrumento, podendo a decisão sair a qualquer momento.

O Jornalismo sério e atual, não permite mais esse tipo de desinformação, e perturbação da ordem pública, podendo o blogueiro responder por crime, que pode inclusive ser instaurado de ofício, pela delegada da comarca local, bem como por requisição do Ministério Público.

Você pode Gostar de:

Petistas querem tirar Haddad de material de campanha para não espantar eleitor lulista

Um grupo do PT tem proposto que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que …