Conecte-se conosco

Noticias

O silêncio que precede o esporro

Publicado

em

Foto: Divulgação

O nível dos parlamentares brasileiros há muito deixa a desejar. Como diria Ulysses Guimarães, a próxima legislatura sempre será pior. Eis que, antes de tomar posse, já iniciamos a série de sustos com a declaração da quarta deputada federal mais votada da Bahia, Dayane Pimentel, sobre um possível patrulhamento ideológico da cultura e da educação durante o governo de Jair Bolsonaro. Em entrevista ao Bahia Notícias, a presidente do PSL no estado sugeriu que o novo presidente será o “grande fiscalizador” cultural e intelectual das “piores perspectivas” da esquerda sobre os temas na Bahia. E, por incrível que pareça, as reações foram menores do que deveriam.

Falta habilidade política para Dayane. Nenhuma surpresa até então. Ela foi alçada à Câmara na onda bolsonarista do Brasil e papas na língua nunca foi uma característica intrínseca do futuro presidente. No entanto, a simples sinalização de que haveria um “grande fiscalizador” sobre questões culturais e intelectuais é um alerta que há dormente em nossa sociedade um viés censor para manifestações diferentes do pensamento majoritário no ambiente político. A presidente do PSL foi eleita sobre essa plataforma, tal qual o padrinho no Palácio do Planalto, e não existe nenhum temor em expor essa condição.

É inegável, todavia, que o discurso está dentro do script pregado ao longo do processo eleitoral de 2018. O patrulhamento ideológico deve permear uma parte expressiva das ações do segmento conservador e, portanto, se esperaria uma reação virulenta contra as menções ao tema. Não aconteceu. Pelo menos nesse primeiro momento após a confirmação de Bolsonaro na Presidência da República. É como se uma letargia tivesse tomado conta daqueles que até o domingo ainda pregavam a liberdade civil e intelectual.

Nem todos ficaram calados. Na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa da Bahia, por exemplo, algumas vozes reverberaram criticamente o posicionamento de Dayane. O Ministério Público Federal e o Ministério Público do Estado da Bahia emitiram recomendações para evitar que as instituições de ensino se sintam coagidas a reduzir os debates e as construções plurais típicas do ambiente escolar e intelectual. É pouco. O governo da Bahia, por exemplo, praticamente se omitiu. Os secretários de Educação e Cultura, os mais afetados pela declaração dela, se recusaram a falar.

A cantora Daniela Mercury, que se tornou porta-voz de um movimento contrário à eleição de Bolsonaro, voltou a chamar a atenção para a possibilidade do que ela chamou de “controle da liberdade de expressão em nossa democracia”. É inegável que a dirigente do PSL na Bahia deu amplas margens para ficarmos com receio de um patrulhamento despropositado. Afinal, o que é cultura? Ou o que é intelectualmente reprovável?

Depois da repercussão negativa, Dayane Pimentel recuou. Afirmou ser contrária a “qualquer tipo de censura”, citando os lugares-comuns da Venezuela e de Cuba como ditaduras de esquerda. Mesmo estando certa sobre as restrições nos dois países, a futura deputada federal propôs cercear liberdades, com base no espectro ideológico diametralmente oposto. É a construção de um silêncio que, inevitavelmente, precederá um esporro.

BN

Continue Lendo
Clique para comentar

Jaguarari

Parceria entre Prefeitura de Jaguarari e Hospital do Trauma garante aumento no numero de cirurgias e exames para o município

Publicado

em

Tendo como uma das prioridades de governo a área da saúde a administração municipal vem dando passos importantes para que o município de Jaguarari seja reconhecido em todo território como uma referencia em saúde pública. Diversas ações estão sendo realizadas a fim de tornar cada dia melhor e mais eficiente essa área vital para o municipio, tais como: aquisição constante de medicamentos para as unidades básicas de saúde e Caps, nova sede da Casa de Apoio com atendimento psicológico para pacientes e acompanhantes, mutirões de saúde, contratação de mais especialidades médicas como: cardiologia, pediatria e ortopedia, inauguração do Posto de Saúde de Macambira, firmou convenio com a Policlínica regional e em poucos dias será iniciada a reforma do Hospital Municipal e construção do Centro Cirúrgico.

Visando fortalecer ainda mais a saúde no município o prefeito Everton Rocha se reuniu com o Superintendente do HU-Univasf (Hospital do Trauma) em Petrolina, onde foi selada uma parceria que tem como principal objetivo ampliar os serviços de saúde prestados aos cidadãos de Jaguarari, disponibilizado pela unidade hospitalar. Através desse termo de cooperação técnica o hospital passa a oferecer aos jaguararienses os procedimentos de: cirurgias eletivas, consultas ambulatoriais de ortopedia e exames de tomografia.

“Preocupado com a demora em casos de regulação de pacientes, busquei uma forma de diminuir essa espera. Agora alguns casos poderão ter sua espera abreviada graças a essa parceria. O Hospital do Trauma é uma unidade de referência para media e alta complexidade nas especialidades de traumato-ortopedia e Neurocirurgia”, pontuou o Prefeito Everton Rocha.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Filadélfia

Prefeitura de Filadélfia têm contas aprovadas pelo TCM e Câmara de Vereadores

Publicado

em

Depois de encarregar-se do difícil desafio de equilibrar as contas do município desde o primeiro ano de mandato, a atual administração municipal teve as contas do exercício de 2017 aprovadas na Câmara de Vereadores na sessão da última quinta-feira (27).

As contas já haviam sido aprovadas com ressalvas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que não constatou nenhuma conduta do prefeito Louro Maia que importasse lesão ao erário e vieram para julgamento definitivo da Câmara, sendo assim, aprovadas por unanimidade de votos pelos dez vereadores presentes.

Na prática, a aprovação significa que município está sendo administrado com seriedade, para atender todas as exigências legais. O Tribunal tem a função principal de cobrar a transparência, ética e compromisso com os recursos públicos diante da fiscalização contábil, financeira, orçamentária e controle externo.

A representante do prefeito, advogada Dra. Cínthia Lisboa, evidencia que o prefeito Louro Maia, não apenas atingiu, mas foi além dos limites constitucionais com educação e saúde. “Com base nos dados dos relatórios contábeis já analisados pelo TCM-BA, observou-se que o gestor cumpriu com os percentuais repassados e investiu além das obrigações constitucionais, nas áreas de Saúde e Educação”, enfatizou a advogada.

O prefeito Louro Maia enfatiza que a gestão municipal está voltada para o cumprimento fiel da legislação e correta aplicação dos recursos públicos. “Nossa administração tem trabalhado bastante para colocar o município nos eixos, ter as contas de 2017 aprovadas é reflexo de muito equilíbrio e trabalho, pois recebemos o município totalmente desajustado e passamos a investir na correta aplicação dos recursos públicos, mesmo diante de tão grande crise financeira”, ressaltou.

O prefeito completa: “Não foi fácil. Tivemos que adotar uma política austera e rigorosa de controle financeiro e ser fiel a essa política. Os resultados estão aí, com a aprovação das contas, nossa equipe segue se mantendo firme e comprometida com a responsabilidade fiscal”, finalizou Louro Maia.

bonfimnoticias

Continue Lendo

Campo Formoso

Há vagas! Prefeitura de Campo Formoso está contratando médicos para PSF

Publicado

em

A Prefeitura Municipal de Campo Formoso, por meio da Secretaria de Saúde, informa que está contratando médicos clínicos gerais e/ou que tenham pós-graduação em Saúde da Família, para atuar nos PSF’s (Programa de Saúde da Família) do município. Os interessados devem enviar o currículo para o email: atencaobasica@campoformoso.ba.gov.br

Prefeitura de Campo Formoso – Cidade em Transformação

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br