Conecte-se conosco

Campo Formoso

Operação fiscaliza crimes ambientais em Campo Formoso e região; mais de 10 já foram presos

Publicado

em

Uma série de crimes ambientais, como o tráfico de animais silvestres e a extração ilegal de areia, foi identificada na 44ª etapa da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), que acontece de 6 a 17 de maio em dez municípios do norte baiano. Até o momento, 11 pessoas foram presas, quase 300 animais silvestres resgatados, um carro roubado foi recuperado, além de apreendidos uma arma, cerca de R$ 5 mil em dinheiro e metais preciosos oriundos da atividade de garimpo ilegal.

A operação, comandada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA) e pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), é realizada por 30 órgãos públicos estaduais e federais, além de organizações não-governamentais. As fiscalizações estão acontecendo nos municípios de Campo Formoso, Jacobina, Andorinha, Mirangaba, Miguel Calmon, Várzea Nova, Morro do Chapéu, Ourolândia, Umburanas e Jaguarari.

Segundo o promotor de Justiça Pablo Almeida, da Promotoria Regional Ambiental de Jacobina, a fiscalização é bastante ampla e pretender fazer um diagnóstico da situação ambiental da região. Estão sendo verificadas questões como o saneamento ambiental, através de inspeções em lixões e no sistema de esgotamento sanitário; a qualidade das águas; a ocorrência de desmatamento e existência de carvoarias; a comercialização e aplicação de agrotóxicos; a situação do patrimônio histórico e artístico; a situação de áreas de preservação permanente e de reserva legal, tanto em áreas públicas quanto em propriedades privadas; e a extração mineral. Além disso, as equipes também estão realizando visitas às 28 barragens de água, muitas delas funcionando sem licença ambiental e sem garantir a vazão do rio, explica Pablo Almeida. “Estas barragens têm promovido a morte do Rio Salitre”, advertiu ele.

A caça predatória, o tráfico de animais silvestres e a criação ilegal de animais são outros graves problemas identificados na região que estão sendo combatidos durante a fiscalização. Somente em uma residência no município de Jacobina, foram encontrados 35 animais silvestres em cativeiro ilegal, além de partes de um animal abatido, R$ 5 mil reais em dinheiro e 300 gramas de ouro. O dono do imóvel, que já tinha passagem pela polícia por crimes ambientais, se apresentou na Delegacia e foi preso. Outras oito pessoas presas nos primeiros dias de FPI foram liberadas e responderão pela manutenção ilegal de animais silvestres em cativeiro. No município de Mirangaba, durante a apuração de existência de um cativeiro ilegal de animais, uma das equipes da FPI ainda identificou um veículo clonado, que teria sido roubado em Salvador em novembro de 2013. O homem que se identificou como dono do carro foi preso e responderá pelo crime de receptação.

Extração ilegal

A FPI também identificou a extração ilegal de areia na região, sendo que uma pessoa foi presa em flagrante por receptação do material e seis caminhões que realizavam transporte irregular foram apreendidos.

Audiência Pública

No próximo dia 17, às 8h, os resultados das ações da FPI serão apresentados em uma audiência pública no Auditório do Colégio Municipal Gilberto Dias de Miranda, situado na Rua Antônio Vieira de Mesquita, S/N, Bairro Félix Tomás, em Jacobina.

.

Carlos Britto

Campo Formoso

Em Campo Formoso, 66,6% dos óbitos por Covid ocorreram entre as mulheres

Publicado

em

O boletim semanal divulgado pela Vigilância Epidemiológica de Campo Formoso (BA) no domingo (20), confirmou que 55% das pessoas infectadas por Covid-19 ao longo da pandemia em todo o município são do sexo feminino.

Ainda segundo o boletim, as mulheres com idades entre 31 e 41 anos estão na faixa etária mais afetada pelo Novo Coronavírus, com 107 contaminações. Já entre os homens, foram 102 casos da mesma faixa.

Em relação aos óbitos por Coronavírus, dos 12 contabilizados, oito foram de mulheres, o que corresponde a 66.66% do total.

De acordo com o boletim, seis das oito mulheres que faleceram da doença tinham idade igual ou superior a 71 anos.

Até o momento, são 1.035 casos de Covid-19 no município. 1.008 já estão curados. 12 pessoas fazem o tratamento da doença.

Os números estão disponíveis nos canais oficias da prefeitura de Campo Formoso (BA) na Internet.

Imagem Ilustrativa

Continue Lendo

Campo Formoso

PM prende homem que agrediu a esposa em Campo Formoso

Publicado

em

Imagem Ilustrativa

Por volta da 22:30 da última terça feira 25 de agosto a Central de Operações da 54ª CIPM foi acionada através do 190 para atender a uma denuncia de violência contra mulher no distrito de Poços, zona rural de Campo Formoso.

Com base nas informações colhidas a guarnição do PETO deslocou até a rua da igreja, local da ocorrência, afim de averiguar a veracidade da denúncia de violência doméstica.

Os policiais militares ao chegarem no local delituoso encontraram a vítima que passou a relatar que seu companheiro chegou em casa em visível estado de embriaguez alcoólica, ameaçando de morte a mesma e o seu filho menor de apenas 6 anos de idade. A vítima ainda informou que seu companheiro a agrediu tendo a mesma utilizado uma faca para se defender.

Diante dos fatos constatados foi dado voz de prisão ao agressor e feito a condução dos envolvidos na ocorrência para Delegacia de Policia Civil de Senhor do Bonfim, aonde foi lavrado o flagrante por prática criminoso prevista na Lei Maria da Penha.

Ascom 54ªCIPM

Continue Lendo

Campo Formoso

Estudante quilombola de Campo Formoso é homenageada por Luan Santana no Caldeirão do Huck

Publicado

em

A estudante Ângela dos Santos Araújo, 17, 1º ano do curso técnico de Agropecuária no Colégio Estadual do Campo Luis José dos Santos, localizado na comunidade quilombola Laje dos Negros, no município de Campo Formoso, foi homenageada pelo cantor Luan Santana, durante o programa Caldeirão do Huck, exibido neste sábado (15), na Rede Globo. A jovem, que sonha em ser cantora, ficou conhecida pelo ídolo após a viralização do seu vídeo cantando em meio a uma plantação de sisal, onde ajuda os seus familiares na colheita da planta usada como matéria-prima na produção de fios, cordas, bolsas, tapetes e outros produtos artesanais.

No vídeo, além de cantar, a estudante mostra o seu sentimento de pertencimento à cultura do sisal e de valorização das suas raízes. Ela mora com sua mãe, Josenilde dos Santos, além do seu padrasto e dois irmãos. Antes do vídeo ser compartilhado por Luan Santana, a estudante possuia 800 seguidores e, hoje, conta com 150 mil pessoas acompanhando o seu talento musical revelado e divulgado nas redes sociais para todo o mundo. O vídeo pode ser conferido na página do Instagram da estudante (@angelanaiaraoficial). “Após o meu vídeo viralizar, eu fui contratada pela KFP Produções e já gravei o meu primeiro CD”, revelou.

A jovem cantora, que já definiu o seu nome artístico como Angela Naiara, não escondeu a satisfação e a emoção pela oportunidade de poder cantar com o seu ídolo, mesmo que de forma virtual, durante o programa. “Estou muito feliz e emocionada, pois sou muito fã dele e canto as suas músicas desde pequena. Foi muito especial participar do programa, ver Luan se emocionando com a minha história e viver este momento marcante da minha vida”, disse, entusiasmada.

O cantor Luan Santana se emocionou com a história de vida de Angela e se surpreendeu com o talento musical da jovem. O encontro virtual contou, ainda, com a gravação de um clipe inédito dos dois cantando a música “Choque térmico”, que encerrou o programa deste sábado. “Fiquei sem palavras com esta surpresa de gravar um clipe com Luan, pois é um sonho que se tornou realidade”, afirmou.

bonfimnoticias

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br