Conecte-se conosco

Noticias

Vacina de Oxford tem eficácia de até 90%, diz AstraZeneca

Publicado

em

A AstraZeneca anunciou nesta 2ª feira (23.nov.2020) que a vacina contra a covid-19 que desenvolve em parceria com a Universidade de Oxford tem eficácia que varia de 62% a 90%, dependendo da dosagem aplicada. Os resultados são preliminares e levam em consideração testes feitos no Reino Unido e no Brasil.

© Fotoblend/Pixabay

A eficácia ficou em 90% quando os participantes receberam meia dose da vacina e, 1 mês depois, uma dose completa. Quando foram aplicadas duas doses completas, também com 1 mês de diferença entre elas, a eficácia caiu para 62%.

A proteção ocorre a partir dos 14 dias depois da aplicação da 2ª dose da vacina. Segundo a farmacêutica, nenhum caso grave da doença foi relatado nos participantes que receberam o imunizante.

Hoje é 1 marco importante em nossa luta contra a pandemia. A eficácia e segurança desta vacina confirmam que será muito competente contra covid-19 e terá 1 impacto imediato nesta emergência de saúde pública”, falou Pascal Soriot, CEO da AstraZeneca, em 1 comunicado (íntegra – 149 KB).

Essas descobertas mostram que temos uma vacina eficaz que salvará muitas vidas. Incrivelmente, descobrimos que 1 de nossos regimes de dosagem pode ser cerca de 90% eficaz e, se esse regime de dosagem for usado, mais pessoas podem ser vacinadas com o fornecimento de doses planejado”, declarou Andrew Pollard, investigador-chefe do departamento de vacinas da Universidade de Oxford.

De acordo com o comunicado, a farmacêutica “está fazendo 1 rápido progresso na fabricação [da vacina], com uma capacidade de até 3 bilhões de doses em 2021”.

A AstraZeneca afirmou que pedirá à OMS (Organização Mundial da Saúde) autorização de uso emergencial para distribuir a vacina em países de baixa renda. A farmacêutica disse ainda que vai preparar submissões regulatórias em países que têm programas para aprovação antecipada de imunizantes contra a covid-19.

O Brasil tem acordo com a AstraZeneca/Oxford para a compra de 100 milhões de doses pelo Ministério da Saúde e transferência da tecnologia para a produção do imunizante em solo nacional.

Na última semana, a Pfizer divulgou estudos que mostram que sua vacina contra a covid-19, desenvolvida com o BioNTech, tem 95% de eficácia. O imunizante da Moderna tem 94,5%.

Poder360

Continue Lendo
Clique para comentar

Noticias

Pindobaçu: ex-prefeito não paga aluguel do prédio onde funciona a prefeitura

Publicado

em

No volume de dividas deixado pelo Ex-Prefeito Hélio Palmeiras, nem mesmo o prédio onde funciona a sede da prefeitura, se livrou de um suposto calote. 

De acordo com o atual Prefeito Dr. Davi Menezes, a dívida refere-se a três meses de aluguel, conforme informações repassada por o responsável pelo imóvel, que fica em cima do Banco do Brasil. 

O novo gestor enfatizou ainda, que todos os dias aparece dividas e que sua equipe vem fazendo uma auditoria para tomar conhecimento da real situação em que se encontra o município. Já se sabe por exemplo, que existem dividas com funcionários, Coelba, Bancos, fornecedores, alugueis etc. 

Ainda de acordo com Dr. Davi, sua equipe jurídica e contábil, encontrou as contas da prefeitura praticamente zeradas e que entrará com diversos processos contra o ex-gestor, que deverá responde por improbidade administrativa, ao desobedecer a lei de responsabilidade fiscal, que veta restos a pagar, sem que haja dinheiro em conta.

Por:  Ribeiro Sousa

Continue Lendo

Noticias

Nas últimas 24 hs Bonfim registrou mais 07 novos casos de coronavirus

Publicado

em

Continue Lendo

Filadélfia

Vacinadora foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid, em Filadélfia

Publicado

em

A Técnica de Enfermagem e Vacinadora, Gisélia Pinto, se tornou a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 em Filadélfia, nesta quarta-feira (20). A cerimônia simbólica que marcou o início da vacinação contra o coronavírus aconteceu no pátio do Samu que dá acesso a Ala Covid. 

Nesse primeiro lote, chegaram em Filadélfia 99 doses da vacina CoronaVac. Foram contemplados como público alvo, profissionais da linha de frente no enfrentamento a covid, que tomarão a segunda dose daqui a duas ou quatro semanas.  

Para o vice-prefeito e secretário de Saúde, Odejonnes Barbosa, hoje é um dia que ficará para história.

“Estamos muito emocionados, apesar de termos recebido poucas doses, podemos dizer que já é o começo do fim, gratidão a Deus, ao prefeito Louro Maia por não ter medido esforços no combate à covid, aos guerreiros profissionais de saúde que hoje estão sendo vacinados, mas não devemos relaxar vamos continuar usando máscara e evitando aglomerações”, frisou. 

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br