Conecte-se conosco

Noticias

Vaza Jato é ‘1 monte de bobajarada’, diz Moro no Roda Viva

Publicado

em

© Divulgação/Nadja Kouchi

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse que a aprovação do juiz de garantias no Congresso Nacional se deu de maneira não pensada e que não houve 1 estudo aprofundado sobre as consequências disso.

A afirmação foi feita nesta 2ª feira (20.jan.2020), em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. Moro, também comentou sua relação com a Câmara e o Senado Federal, onde sofreu algumas derrotas, especialmente em trechos retirados ou inseridos no pacote anticrime.

“Nem tudo que se pretende se consegue. A minha visão geral é a de que foi 1 ano de sucesso para a área de Justiça e Segurança Pública no país, ilustrado pelo fato de nós termos aí uma queda sem precedentes históricos nos números dos principais crimes”, avaliou o ministro.

Moro aproveitou para criticar a chamada Vaza Jato, que classificou como “bobajarada”“Sempre achei 1 monte de ‘bobajarada’. Nunca entendi direito a importância daquilo”, disse, minimizando as reportagens inicialmente publicadas pelo site Intercept.

O ministro falou também sobre o áudio divulgado por ele em 2016 quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi nomeado para a Casa Civil. Segundo o ex-juiz da Lava Jato, a divulgação dos áudios era necessária para “o bem do interesse público”.

Eis os principais pontos da entrevista:

Relação com o Congresso

“Fui juiz por 22 anos e mesmo na carreira da magistratura tive decisões que prevaleceram, tive decisões que foram alteradas, tive limites para atuar como juiz. Como ministro, existe a mesma situação. Nem tudo que se pretende se consegue. A minha visão geral é a de que foi 1 ano de sucesso para a área de Justiça e Segurança Pública no país, ilustrado pelo fato de nós termos aí uma queda sem precedentes históricos nos números dos principais crimes. Claro que o que aparece mais o [trabalho] que se faz junto ao Congresso de apresentar projeto e lutar por esses projetos. O trabalho que se faz no Executivo às vezes se passa despercebido. Mesmo na parte legislativa, quando se apresenta 1 projeto de lei junto ao Congresso, é natural que seja discutido. Na minha avaliação, muitos pontos importantes do pacote foram aprovados e que têm 1 grande potencial para mudar certos panoramas negativos da Justiça brasileira.”

Vaza Jato

“Foi 1 episódio menor. Eu, sinceramente, nunca dei muita importância para isso… acho que ali houve 1 monte de ‘bobajerada’. Foi usado para tentar soltar criminosos presos, pessoas que tinham sido condenadas por corrupção e, principalmente, enfraquecer politicamente o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Tenho a consciência absolutamente tranquila do que fiz como juiz. Nós temos os números dos trabalhos que foram realizados que revelam que foram feitas várias condenações, mas teve também absolvições. Nem tudo que foi apresentado pelo MP [Ministério Público] foi sancionado pelo juiz. Houve uma farsa nessa tese baseada nessas supostas mensagens.” 

Juiz de garantias

“A Câmara, com todo respeito, inseriu essa figura de maneira açodada. Quantas comarcas de 1ª Instância sé têm 1 juiz? 40%?20%? Na verdade, ninguém sabe. Foi feito de uma maneira apressada sem que houvesse 1 estudo. Não se tem uma resposta se vai piorar ou melhorar o sistema. São questões que o legislador deveria ter se preocupado antes de aprovar.” 

Áudio da nomeação de Lula para a Casa Civil 

“Dá-se uma importância a esse áudio que não existe. Estamos falando de março de 2016. O que foi me informado à época é que existia uma suposta tentativa de obstrução de Justiça. O que se entendeu a pedido da PF (Polícia Federal) e MP é que aqueles áudios deveriam ir a público a bem do interesse público para evitar a situação de obstrução. Se ia ter reflexo ou não depois não é decisão do juiz.” 

Liminar de Gilmar Mendes

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes foi o responsável pela decisão liminar que suspendeu a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil. Moro criticou a afirmação do magistrado que, ao mesmo programa Roda Viva, declarou ter sido uma determinação manipulada.

“Não foi manipulação nenhuma. Aqueles áudios revelavam que houve uma tentativa de obstrução de Justiça pura e simples.Não existe nada disso. Ele tomou a decisão dele à época. Ele que assuma a responsabilidade com a decisão que tomou.”

Agendas em que foi contrariado

“Fui convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para ser ministro e nós assumimos o compromisso de ter 1 núcleo duro: combate à corrupção, crime organizado e crime violento. Sou ministro do Poder Executivo. Existe 1 chefe do Executivo e existe uma cadeia de comando. O presidente sempre foi muito transparente e algumas decisões são do presidente, e cabe aos ministros implementar essas decisões.”

Federalização do assassinato de Marielle Franco

“Por volta do final de 2018, a então procuradora-geral da República, Raquel Dodge entendeu que estava havendo uma fraude na investigação e requisitou ao [então]ministro Raul Jungmann [Segurança Pública]que instaurasse inquérito para avaliar uma possível obstrução. Dodge, entre seus últimos atos, pedia a federalização do caso porque entendia que não havia condições de a Polícia do Estado do Rio continuar com aquela investigação. Eu, em 1 primeiro momento, até me posicionei pela federalização, mas houve esse episódio anterior que levantava uma série de dúvidas. No entanto, quando externei essa posição,  familiares da Marielle falaram que não queriam porque o governo poderia estar querendo fazer algo de errado com a federalização.” 

Ações nas fronteiras

“São várias ações. Existe 1 trabalho mais próximo das fronteiras, mas existe 1 trabalho feito nas capitais porque as drogas e armas vêm direcionadas a esses locais. Houve a apreensão de 98 toneladas de drogas e operação em conjunto com o Paraguai contra plantação de maconha além da apreensão de milhões de reais de traficantes.”

Demissão de Roberto Alvim

“Acho que não cabe ao ministro da Segurança Pública ser 1 comentarista sobre tudo. Mas nesse caso do secretário de Cultura foi 1 episódio bizarro. Dei minha opinião e coube a ele tomar a decisão. E ele tomou a decisão correta. Não achei necessário falar porque o presidente agiu, ele falou pelo Executivo.”

Vaga no STF

“Acho inapropriado discutir isso sem que haja a vaga no STF. Fui convidado pelo presidente naquele 1º de novembro de 2018 para o compromisso contra a corrupção, e essa é a missão básica do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Meu desejo é aprofundar essa trabalho.”

Suposto caixa 2 de Onyx Lorenzoni

“Já declarei que acho meritório que ele [Onyx] tenha reconhecido que errou e que ele esteja disposto a pagar por esses erros.” 

Limites da delação premiada

“O delator é obrigado a revelar todos os fatos atinentes àquele crime em relação ao qual ele é acusado. Mas em nenhum momento a norma tem o efeito de proibir que ele revele outros crimes.” 

Eleições em 2022

“Não tenho esse tipo de ambição. Essas questões de popularidade elas vêm e vão. O que posso dizer é que não tenho esse tipo de pretensão. O candidato do governo federal é o presidente Jair Bolsonaro. Sou ministro do governo Bolsonaro. Os ministros do governo vão apoiá-lo.”

Noticias

Procura-se a dona desse documento

Publicado

em

Foi encontrado na tarde desta terça-feira (28) em frente a clinica odontologia do Dr Luiz Carlos Antunes, nas imediações do Colégio Estadual de Senhor do Bonfim a Carteira de Identidade, CPF e Cartão do SUS em nome de Alessandra de Jesus Soares. Os interessados em resgatar a documentação poderão fazer entrando em contato via Watsapp pelos números: 74 99141-5411 ou 74 999634573.

Continue Lendo

Noticias

Vereador Laércio Junior se mostra contrário a proposta do executivo em conceder apenas 4,5% de aumento à classe dos professores

Publicado

em

Mais uma vez a Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim fica envolta em uma grande polemica, mais uma vez através de projetos de lei enviados pelo executivo que visam conceder polpudos reajustes salariais e vantagens a cargos de confiança da administração e secretários municipais que variam entre variam de 16 a 25%, ao que tudo indica os professores que querem o aumento do piso nacional da categoria em 12, 84%, serão contemplados com apenas 4,5%, como quer o governo municipal.

Durante uma reunião extraordinária realizada nesta terça-feira (28), entre representantes da gestão municipal e os vereadores foram debatidos os projetos de lei enviados pelo executivo para serem apreciados e votados. Porem o teor dos referidos projetos causou espanto em alguns vereadores de situação e principalmente no vereador de oposição Laércio Junior, que mais uma vez questionou a viabilidade de tais projetos.

Após ouvir a explanação do secretário de finanças, Benito Brasileiro e do procurador jurídico do município, em que até a representatividade do Sintesb frente aos professores foi questionada, o vereador se manifestou contrario aos projetos de lei enviados a câmara, em especial ao projeto que concede o reajuste de apenas 4,5% aos professores. “É lógico que o município vai buscar uma forma de desconstituir a representatividade dos professores. Porem todos os professores vêem na imagem do Sintesb como representante legal da classe e não o senhor Raimundo Nonato,representante do Sismusb como representante da classe”, concluiu o vereador Laércio Junior.

Em contato com o jornalismo do Portal Minuto Bahia o vereador Laércio Junior falou sobre os novos projetos encaminhados a câmara para serem aprovados de forma rápida e sem questionamentos por parte dos vereadores da base. “Desde o inicio do mandato do prefeito Carlos Brasileiro tenho lutado de forma incansável contra todos esses projetos que chegam a casa e que não trazem beneficio algum ao povo e sim aos apadrinhados do governo. Esses projetos de lei representam bem a concessão de benefícios aos amigos do rei, enquanto os professores que lutam pelo que é seu de direito e que está sendo cerceado de forma covarde”, pontuou o vereador.

Para conhecimento da população abaixo a lista dos projetos de lei encaminhados pelo executivo municipal a câmara de vereadores:

  1. Aumento de 16% no salário dos Procuradores Jurídico
  2. Aumento de 25 % no salário da Presidente da Comissão de Licitação
  3. Concessão de décimo terceiro salário, 1/3 de férias e férias para os Secretários Municipais
  4. Recomposição salarial de apenas 4,5% no salário dos professores.

O vereador de oposição Laércio Junior se mostrou indignado com mais essa atitude do governo municipal que mais uma vez fere os direitos dos professores. E exemplificou como a gestão municipal vem prejudicando os professores de Senhor do Bonfim ao logo dos 4 anos de governo.

• No ano de 2017, o reajuste do Fundeb repassado pelo Governo Federal a Prefeitura de Senhor do Bonfim foi de 7,64%, porém o prefeito só concedeu 4, 987%, (sendo 3,987% a partir de maio a agosto e 1% a partir de setembro/2017), o que equivale a 2,99% ao mês de janeiro a dezembro.
• Em 2018 o repasse foi de 6,82% , porém o prefeito só deu 2,06% a partir de abril o que equivale a 1,54% ao mês de janeiro a dezembro.
• Em 2019 o governo Federal repassou 4,17% porém o prefeito Carlos Brasileiro não concedeu reajuste nenhum, ou seja ZERO %
• Em 2020, a recomposição do Governo Federal creditada na conta da Prefeitura de Bonfim será de 12,84%, porém o prefeito só irá conceder 4,5%

Os professores acumulam perda de 22,44% do salário somente ao longo desses 4 anos.

Continue Lendo

Jaguarari

Teve inicio a obra de terraplanagem da estrada que liga sede de Jaguarari aos distritos de Gameleira e Santa Rosa

Publicado

em

Teve inicio na manhã desta terça-feira, 28, a obra de terraplanagem e recuperação da estrada que liga sede de Jaguarari a aos distritos de Gameleira e Santa Rosa. Neste primeiro momento estão sendo realizados os serviços de nivelamento e patrolamento de toda a extensão dos 42 km de estrada vicinal.

“O inicio desta obra representa muito para Jaguarari e principalmente para as localidades que serão beneficiadas com a recuperação desta estrada. Não foi fácil trazes essa obra devido à extensão da estrada e principalmente pelo valor de R$ 2.500.000 (dois milhões e meio de reais), mas com o apoio do deputado federal Adolfo Viana esse sonho está se tornando realidade. Hoje é um dia para se comemorar”, falou o prefeito Everton Rocha.

A execução da recuperação desta estrada autorizada pelo DENOCS no ultimo dia 18 de janeiro tem grande importância para o município, já que irá melhorar a qualidade de trafegabilidade proporcionando maior comodidade, segurança e rapidez no transporte para todos os moradores tanto dessas localidades que precisam utilizar essa estrada como os demais que também visitam essas localidades.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br