Conecte-se conosco

Esporte

As 10 empresas na bolsa que valem menos que o Neymar – e um fato em comum que marca quase todas elas

Publicado

em

Fotos Públicas InfoMoney

Anunciado pelo Paris Saint-Germain por expressivos 222 milhões de euros, ou R$ 822 milhões, Neymar vale atualmente mais do que muitas empresas listadas na bolsa brasileira, que faturam milhões – ou em alguns casos bilhão – por ano e possuem décadas de história. Um levantamento feito pela casa de análise independente Suno Research aponta ao menos 10 empresas nessa situação e que são bastante conhecidas do público. Em comum, contudo, 9 dessas 10 empresas apresentaram prejuízo líquido no ano passado. A única que saiu ilesa de ter sua última linha do balanço no vermelho foi a Unipar Carboclo, companhia que ganhou destaque recentemente diante de um polêmico processo de fechamento de capital, mas que foi suspenso nos últimos dias.  

Veja abaixo a lista:*

Valor de mercado referente ao pregão da última quarta-feira (2)

Tecnisa 

(TCSA3) – valor de mercado: R$ 775 milhões

Fundada em 1977, a construtora apresentou receita líquida de aproximadamente R$ 341 milhões no ano passado, mas prejuízo líquido de cerca de R$ 450 milhões.

Em 2017, suas ações acumulam alta de 7,64%.   

Unipar Carbocloro

(UNIP6) – valor de mercado: R$ 730 milhões

Fundada em meados 1969, a Unipar – empresa fabricante de cloro, soda e derivados – ganhou destaque nos últimos meses em meio a polêmicas envolvendo um processo fechamento de capital (veja mais aqui). Semana passada, contudo, que poderia marcar a despedida da empresa da bolsa, o acionista controlador, a Vila Vellha, pediu pela suspensão da OPA (Oferta Pública de Aquisição). 

A empresa, que já passou por diversas mudanças desde o ano de sua criação, apresentou, ano passado, receita líquida e lucro líquido de quase R$890 milhões e R$281 milhões, respectivamente.

No ano, as ações da companhia acumulam ganhos de 116,84%.

Triunfo

(TPIS3) – valor de mercado: R$ 673 milhões

Fundada em 1999, a Triunfo atua no setor de infraestrutura e oferece serviços em diversos segmentos, como o de concessão rodoviária, por exemplo.

Em 2016, a empresa apresentou receita líquida superior a R$1,5 bilhão, mas um prejuízo de R$318 milhões.

Em 2017, as ações da companhia registra ganhos de 20,50%.

Portobello

(PTBL3) – valor de mercado: R$ 593 milhões

Fundada em 1979, a Portobello, empresa brasileira com atuação no ramo de revestimentos cerâmicos, apresentou uma receita líquida pouco maior que R$1 bilhão ano passado. No entanto, a empresa contou com um prejuízo de R$ 6 milhões.

Em 2017, as ações da empresa registram alta de 89,94%. 

Gafisa

(GFSA3) – valor de mercado: R$ 314 milhões

A Gafisa, empresa que atua no mercado imobiliário brasileiro com foco em empreendimentos comerciais e residenciais, teve sua fundação no ano de 1954.

Em 2016, a empresa apresentou receita líquida superior a R$ 900 milhões, mas com prejuízo pouco maior que R$1 bilhão.

Em 2017, as ações da Gafisa acumulam queda de 33,07%. 

Eternit

(ETER3) – valor de mercado: R$ 231 milhões

A Eternit, fundada em 1940, pertencente à indústria de coberturas do Brasil e tem atuação nos segmentos de telhas de fibrocimento e concreto.

Em 2016, a empresa registrou receita líquida de R$ 827 milhões, mas teve prejuízo de pouco mais de R$ 27 milhões.

Neste ano, a ação da companhia acumulam queda de 3,03%. 

Bombril

(BOBR4) – valor de mercado: R$ 215 milhões

A Bombril, empresa do setor de higiene e limpeza doméstica, foi fundada no início de 1948.  

Em 2016, a empresa apresentou receita líquida de R$ 1 bilhão, contudo, contou com um prejuízo de quase R$ 25 milhões.

Neste ano, a ação acumula valorização de 92,12%. 

Forjas Taurus

(FJTA4) – valor de mercado: R$ 170 milhões

A Forjas Taurus, fabricante de armamentos e coletes à prova de balas, foi fundada em 1939.

No ano passado, a empresa apresentou receita líquida de R$ 830 milhões, mas um prejuízo de pouco mais de R$ 100 milhões.

Neste ano, a ação acumula alta de 63,89%. 

Coteminas

(CTNM4) – valor de mercado: R$ 152 milhões

A Coteminas, empresa pertencente ao ramo têxtil, foi fundada no ano de 1967, em Minas Gerais.

Em 2016, a receita líquida da empresa foi de quase R$ 2,7 bilhões. Em contrapartida, o prejuízo foi pouco maior que R$ 144 milhões.

Em 2017, a ação acumula ganhos de 42,62%

Saraiva

(SLED4) – valor de mercado: R$ 137 milhões

A livraria Saraiva foi fundada em 1914 na cidade de São Paulo.

Em 2016, a empresa registrou receita líquida um pouco maior que R$ 1,7 bilhão, mas prejuízo de cerca de R$ 58 milhões.

No ano, as ações registram ganhos de 31,88%. 

Continue Lendo
Clique para comentar

Esporte

Diretor esportivo do Barcelona quer a permanência de Messi no clube

Publicado

em

© Fornecido por LANCE!

Durante a apresentação de Francisco Trincão, novo atacante do Barcelona, o novo diretor esportivo do clube, Ramon Planes, respondeu perguntas sobre a possível saída de Lionel Messi. O discurso é de que o clube quer manter o argentino e que a reconstrução da equipe culé deve ser feita ao redor do camisa 10.

– O que pensamos e dissemos muitas vezes é que vemos Messi como jogador do Barcelona. O Barça se reconstruiu muitas vezes ao longo de sua história e sempre voltou com força. Nossa ideia é fazer ao redor do melhor jogador do mundo. Tenho um respeito enorme por Messi, pela sua história. Não pensamos em nenhuma cláusula contratual. Internamente estamos trabalhando para convencê-lo e buscar a melhor solução.

O dirigente também esclareceu que o argentino não disse que não voltaria a treinar com o Barcelona, uma vez que o início da pré-temporada do clube sob comando do técnico Ronald Koeman está prevista para começar na próxima segunda-feira.

– Messi não nos comunicou que não vai se apresentar nos treinamentos, mas qualquer comunicação ficará entre as partes e não faremos uma retransmissão do que se fale a respeito, nosso esforço é dialogar.

O Barcelona está imerso em sua maior crise financeira, política e esportiva da história, em que o clube termina uma temporada sem ganhar títulos, diversos problemas entre a diretoria e jogadores aconteceram e o maior jogador blaugrana está prestes a deixar a equipe. O Manchester City, de Guardiola, é um dos principais interessados na aquisição do camisa 10.

Continue Lendo

Esporte

Globo afirma que Flamengo não pode exibir Carioca e diz estar ‘pronta para tomar medidas legais’

Publicado

em

© Alexandre Vidal/Flamengo

Em nota publicada nesta segunda-feira, a TV Globo informou que o Flamengo não pode exibir os jogos do Campeonato Carioca, apesar da Medida Provisória nº 984, que alterou as regras sobre a cessão dos direitos de transmissão das partidas de futebol.

Além disso, a emissora afirmou estar ponta para tomar medidas legais contra a “violação de seus direitos adquiridos”, já que a empresa é detentora dos direitos do Estadual do Rio de Janeiro até 2024.

“O Campeonato Carioca foi cedido na vigência da lei que exigia a concordância de ambos os clubes participantes do jogo para a transmissão. A nova MP, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não altera essa cessão já realizada, que é um negócio jurídico perfeito, garantido pela Constituição Federal. A Globo não detém os direitos sobre os jogos do Flamengo e por isso não irá transmiti-los. Da mesma forma, o Flamengo não poderá transmitir qualquer um de seus jogos (ainda que seja mandante) porque a Globo é detentora dos direitos de todos os demais clubes participantes do Campeonato Carioca”, escreveu a Globo.

“A Globo continuará a transmitir regularmente os jogos dos campeonatos que adquiriu, de acordo com os contratos celebrados, e está pronta para tomar medidas legais contra qualquer tentativa de violação de seus direitos adquiridos”, acrescentou.

Segundo apurou a ESPN, o departamento jurídico do Flamengo já foi notificado pela Globo sobre a não possibilidade de transmissão dos próximos jogos do Carioca em que o clube rubro-negro for mandante.

Desta forma, está vetada a venda dos direitos de transmissão para o jogo contra o Boavista, ainda sem data, pela 5ª rodada da Taça Rio, e também sua exibição pela FlaTV, canal da equipe no YouTube. O Fla é mandante neste jogo.

Vale lembrar que a vitória por 3 a 0 sobre o Bangu, na última quinta-feira, também não foi transmitida, apesar do clube alvirrubro ser o mandante e, pela nova MP, teoricamente ter o direito de exibição da partida.

VEJA A NOTA ENVIADA PELA TV GLOBO

Sobre a medida provisória 984, que alterou Lei Pelé e determinou que os clubes mandantes dos jogos passem a ser os únicos titulares dos direitos de transmissão, a Globo vem esclarecer que a nova legislação, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não modifica contratos já assinados, que são negócios jurídicos perfeitos, protegidos pela Constituição Federal.

Por essa razão, a nova medida provisória não afeta as competições cujos direitos já foram cedidos pelos clubes, seja para as temporadas atuais ou futuras. A Globo continuará a transmitir regularmente os jogos dos campeonatos que adquiriu, de acordo com os contratos celebrados, e está pronta para tomar medidas legais contra qualquer tentativa de violação de seus direitos adquiridos.

O Campeonato Carioca foi cedido na vigência da lei que exigia a concordância de ambos os clubes participantes do jogo para a transmissão. A nova MP, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não altera essa cessão já realizada, que é um negócio jurídico perfeito, garantido pela Constituição Federal. A Globo não detém os direitos sobre os jogos do Flamengo e por isso não irá transmiti-los. Da mesma forma, o Flamengo não poderá transmitir qualquer um de seus jogos (ainda que seja mandante) porque a Globo é detentora dos direitos de todos os demais clubes participantes do Campeonato Carioca.

ESPN

Continue Lendo

Esporte

Amanda Nunes ‘zera’ UFC e só decidirá futuro após papo com Dana: ‘Eu sou a maior, hoje eu fecho um ciclo’

Publicado

em

© Getty Images

Amanda Nunes fez história mais uma vez ao vencer Felicia Spencer no UFC 250 neste sábado, em Las Vegas, se tornando a primeira pessoa na história do Ultimate a defender dois cinturões de forma simultânea. E qual o próximo passo?

Após a vitória sobre Spencer, nem mesmo Amanda, que venceu todas as outros grandes do MMA mundial, sabe responder.

“Eu não sei, esse era meu objetivo, defender os dois cinturões. Eu sou a maior, não sei o que vem depois, hoje eu fecho um ciclo e estou orgulhosa de mim, do meu time”, disse Nunes, após a luta.

Com a vitória, a brasileira solidificou seu status como a maior lutadora de todos os tempos.

“Eu vou voltar pra casa, vou conversar com Dana White e ver meu próximo passo. Hoje não posso esperar pra ligar pra minha mãe, comemorar, não consigo pensar em nada hoje à noite”, completou.

ESPN

Continue Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2019 - Criado por PrecisoCriar | www.precisocriar.com.br